sábado, dezembro 09, 2006

Trago um fado no meu canto. Canto a noite até ser dia.


Lisboa 2006

4 comentários:

Pyny disse...

Adorava ouvir o "teu fado"

Luís Galego disse...

foto interessante....sempre quis ter uma casa que desse para esse cenário...paciência, dá para outros e outras realidades.

citizenmary disse...

Outra boa imagem equilibrada com um belíssimo título. Muito bom o balanço deste blog. Parabéns.

Cho disse...

no teu "shot" capturaste toda a minha saudade; se o consegues fazer com a lente da tua maquina fotografica abomino a arte com que portas as saudades que tenho de ti. acabei, depois de anos de silencio, por optar e trazer-te neste meu desterro, e talvez por vazio, talvez por sintonia, és o fardo de uma amizade que nao quero largar. obrigada por esta memoria fotografica..